Skip to content

206 profissionais de saúde com morte Covid-19 em Itália. Taxa de letalidade de 0,2%.

Desde o início da pandemia foram detetados 100.266 casos de Covid-19 entre os profissionais de saúde italianos, o que equivale a 4% do número total de casos reportados em Itália (de fevereiro 2020 até 13 de janeiro de 2021).

De acordo com o Boletim de Vigilância de Covid-19 Italiano  neste período morreram 206 profissionais, valor que corresponde a uma taxa de letalidade de 0,20%. O maior número de óbitos foi registado na faixa etária do 60-69 anos (85 pessoas) e a menos entre os 30-39 anos (2).   

“Os dados comunicados pelas Regiões/PPAA indicam que a letalidade entre os trabalhadores da saúde é inferior, mesmo dentro da mesma faixa etária, do que a letalidade total, provavelmente porque os trabalhadores da saúde assintomáticos e pauci-sintomáticos são testados mais vezes que a população em geral.”

Desde o início do surto até ao meio-dia de 13 de Janeiro de 2021, 2.296.451 casos de COVID-19 foram diagnosticados em Itália por laboratórios regionais de referência como positivos para a SARS-CoV-2 e 78.597 mortes foram comunicados ao sistema de vigilância.

Ainda de acordo com o relatório, está disponível informação sobre a gravidade clínica de 674.747 pacientes afetados pela Covid-19 e comunicados ao sistema de vigilância. O número exclui o total de casos notificados, os casos curados, os que morreram (78.597) e 1.638 casos perdidos para acompanhamento. Deste total (674.747), 395.009 (58,5%) são assintomáticos, 88.572 (13,1%) são pauci-sintomáticos, 162.410 (24,1%) têm sintomas leves, 25.097 (3,7%) têm sintomas graves e 3.659 (0,5%) apresentam um quadro clínico crítico.

Gostou deste artigo? Apoie-nos no Patreon!

Comentários

Sem comentários ainda. Adicione o seu abaixo!


Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Inscreva-se na nossa newsletter