Skip to content

Organismo consultivo UK: Crianças saudáveis até aos 16 anos não devem ser vacinadas

O organismo consultivo para a vacinação do Reino Unido (JCVI) decidiu que não há provas suficientes para recomendar a vacinação de crianças saudáveis.

Segundo o JCVI as crianças têm um risco tão baixo que a vacinação ofereceria apenas “ganhos marginais”.

O Prof. Wei Shen Lim, presidente da Imunização Covid do organismo, afirma:

A margem de benefício é considerada demasiado pequena para apoiar a vacinação universal Covid-19 para esta faixa etária neste momento.”

Efeitos a longo prazo das vacinas

Outro dos pontos referido no documento é que “à medida que os dados a longo prazo sobre potenciais reações adversas se acumulam, uma maior certeza pode permitir uma reconsideração dos benefícios e prejuízos”.

No entanto, é salientado que “estes dados podem não estar disponíveis durante vários meses.”

Vacinação de adolescentes com doenças prévias

Por outro lado, os adolescentes com comorbidades devem ser elegíveis para a vacinação.

Na recomendação anterior, jovens com condições como o síndrome de Down, com sistemas imunitários fracos ou com problemas crónicos (de coração, pulmão ou fígado) foram considerados ilegíveis para vacinação.

Agora foram adicionadas a essa lista doenças como:

  • Cancros do sangue
  • Doença da célula falciforme
  • Diabetes tipo 1
  • Doença cardíaca congénita

Recomendações não seguidas ou alteradas

Tal como aconteceu noutros países, a possibilidade deste parecer não ser seguido no Reino Unido é, no entanto, bastante real.

Por exemplo, na Alemanha o parecer inicial foi alterado devido à consideração de dados fornecidos pelo CDC e pela suposta maior perigosidade da variante Delta, sugerida por modelação matemática.

Em Portugal, recomendação semelhante feita por um alargado grupo de pediatras (e farmacêuticos) não foi seguida pelas autoridades de saúde.

Gostou deste artigo? Apoie-nos no Patreon!

Comentários

Sem comentários ainda. Adicione o seu abaixo!


Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Inscreva-se na nossa newsletter