Skip to content

Singapura: Covid endémica e monitorizada como a gripe

Num editorial do Straits Times, ministros do governo de Singapura afirmam que a Covid-19 entrará na fase endémica e que a sua estratégia sofrerá alterações importantes.

Os ministros reconhecem que “o vírus continuará a sofrer mutações e, portanto, sobreviverá na comunidade”. Tal como a gripe sazonal:

A grande maioria recupera sem necessidade de hospitalização e com pouca ou nenhuma medicação. Mas uma minoria, especialmente os idosos e aqueles com comorbilidades, pode ficar muito doente e alguns (podem mesmo) sucumbir.

A importância das vacinas e dos tratamentos

Segundo os ministros, que compõe a task-force multiministerial para a Covid, a evidência aponta para efeitos muito importantes da vacinação na infeção, contágio e doença grave.

Para manter o nível de proteção elevado e a defesa contra novas estirpes, consideram poder ser necessário um programa de vacinação abrangente e multianual.

Salientam igualmente o facto de Singapura já dispor de um conjunto de tratamentos eficazes, que justificam terem das mais baixas taxas de mortalidade do mundo.

Testagem

A testagem continuará a ser importante, mas terá uma abordagem diferente. Afirmam o reforço do uso de vários testes rápidos pela sua maior comodidade e rapidez. Se positivos, podem confirmar com um teste de PCR e depois isolarem-se.

Nas fronteiras serão feitos testes “para identificar qualquer pessoa que transporte o vírus, especialmente variantes de preocupação”.

A nível interno, serão usados para eventos e atividades sociais, bem como para reduzir os riscos de transmissão em grupos de risco. Deixará de haver necessidade de realizar um rastreio maciço de contactos e quarentena de pessoas quando se deteta uma infeção.

Gestão semelhante à gripe

Deixará de se monitorizar diariamente os números de infeções covid-19 e o enfoque será nos resultados: total de doentes, doentes em cuidados intensivos, doentes entubados para oxigénio. Tal como fazem com a gripe sazonal.

Recordam que:

A história mostrou que todas as pandemias vão correr o seu curso.

Terminam com o apelo para o empenho de todos para a rápida transição para “o desejado estado final” e com a certeza de que “a ciência e o engenho humano” irão prevalecer.

Gostou deste artigo? Apoie-nos no Patreon!

Comentários

Sem comentários ainda. Adicione o seu abaixo!


Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Inscreva-se na nossa newsletter